Fale conosco:
  • Facebook - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza

Pássaros migratórios não conhecem fronteiras.

26 Jul 2019

 

Israelenses, palestinos e jordanianos no ano de 2002 se uniram em um grande projeto chamado: "Pássaros migratórios não conhecem fronteiras" que acompanha via GPS o processo migratório de cerca de 500 milhões de aves de 400 espécies que passam pela região duas vezes ao ano. 

 

O projeto hoje é dirigido por Yossi leshem, que introduziu em Israel uma metodologia de controle biológico de roedores na lavoura com o uso de corujas-de-celeiro e falcões.

 

O sistema estimula as aves a formarem ninhos nos campos de agricultura onde normalmente eram consumidas enormes quantidades de pesticidas, pouco tempo depois da instalação do sistema, os produtores não precisaram mais investir em pesticidas para o controle de roedores. 

 

Uma única coruja-de-celeiro consome entre 2.000 e 6.000 roedores ao longo do ano.

 

O sistema consiste em instalar caixas em lugares estratégicos para que as aves façam seus ninhos.

 

Nas escolas, jovens israelenses, palestinos e jordanianos aprendem a acompanhar e estudar remotamente as aves que estão com GPS previamente instalados. 

 

O resultado desses estudos ajudou ainda a reduzir em 88% os acidentes aéreos  protegendo os pilotos de aeronaves e as milhões de aves que cruzam o céu de israel todos os anos. 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter